PESQUISA

terça-feira, 2 de junho de 2020

Parâmetros de processo: Velocidade de Lixamento


Parâmetros de processo: Velocidade de Lixamento

Um abrasivo revestido (lixa) é melhor utilizado quando é adequadamente recomendado e aplicado, assim como toda ferramenta utilizada na indústria. Durante um lixamento devem ser considerados todos os fatores operacionais, e dentre eles está a velocidade periférica de lixamento. A velocidade de um abrasivo pode influenciar diretamente em diversas variáveis do lixamento, tais como: a taxa de material removido, o acabamento da peça-obra, o tempo de processo, o rendimento da lixa, o consumo de potência, dentre outros.

Alguns segmentos industriais trabalham com diferentes tipos de materiais, como por exemplo o alumínio e o aço, e quando utiliza-se a mesma velocidade de trabalho para ambos, pode-se obter diferentes comportamentos da ferramenta abrasiva, pois cada material possui propriedades específicas, tais como dureza, resistência e tenacidade, que influenciam na taxa de remoção de material, acabamento da peça, etc.

Para as cintas de lixas, a velocidade de trabalho é especificada considerando o tipo de material que será trabalhado, e por meio de estudos e testes chegou-se a uma tabela referencial, conforme ao lado, relacionando a faixa de velocidade periférica em metros

por segundo com o material a ser lixado, na qual obteve-se os melhores resultados.

Calcula-se a velocidade de lixamento periférica da cinta de lixa, conforme abaixo:

Vp = Pi * n * D [m/s]

          60.000

Sendo:
Pi = 3,14159265358979
n = velocidade da roda de contato [RPM]

Nenhum comentário:

Postar um comentário